61. Doctor MCs: “Tik Tak”

Levanto de manhã, ponho a cara na janela
Olho a rua, os olhos cheios de remelas
Vejo vários camaradas andando por aí
Com algumas minas que eu já saí
Mas esqueço tudo isso e vou lavar o rosto
Desço para a rua, mas que cheiro de esgoto!
Deixo isso pra lá e fico na minha
Meio dia, sol quente, que tal uma sombrinha
Uma cerva gelada pra esfriar a cabeça
Trocar uma idéia se arruma de treta
Aproveitar este momento e, porque não, o dia inteiro
Curtir na nossa área sem nenhum receio
Agora desce meia dúzia pra gente beber
E quem ficar bem louco o couro vai comer
De repente, pinta um rádio de onde veio ninguém viu
Cidade Tiradentes, Zona Leste, Brasil


Em 1998 eu estudava à tarde e, pelo jeito, meu vizinho André também. Por umas boas semanas, durante a Copa do Mundo, era possível escutar uma mesma sequência de canções que vinha da casa ao lado, sempre por volta das 8h. Às vezes pintava algum rock, mas geralmente eram raps. Lembro de um refrão marcante: “Tik, tak o tempo vai passando…”

Anos depois, já no ensino médio, meu amigo Arthur Pavese (por onde anda?) começou a cantarolar na sala de aula o mesmo refrão. E aí descobri os tais Doctor MCs.

“Tik Tak”, composta por Dog Jay, Smokey D e Icely, está no disco Agora a casa cai (1998) e tem duas marcas. A primeira é o sampler de um antigo sucesso brasileiro, a canção “Linha Do Horizonte”, do conjunto Azymuth. A segunda é a letra, que retrata o cotidiano – ou melhor, me arrisco a dizer, o fim de semana – de um jovem na periferia, mais precisamente, de Cidade Tiradentes, na Zona Leste de São Paulo. O personagem levanta cedo e aproveita o dia com os amigos, assistindo ao tempo passar. As mazelas de viver literalmente à margem da cidade são esquecidas por um breve momento, quando se é possível confraternizar, beber uma cerveja e dar uma paquerada.

Uma verdadeira lição sobre como converter o sofrimento diário em uma espécie de resignação produtiva. Ou, como dizem os Doctor MCs, “Esquecer por um momento os problemas de nossa vida / E não ficar se lamentando se ainda há uma saída / Tentar melhorar e ser feliz de verdade / Na Zona Leste, Tiradentes, a nossa cidade”.

doctors-mcs.jpg
Smokey D e MC A, dos Doctor MCs: narrando o cotidiano da comunidade sem o peso de denunciar suas mazelas o tempo todo.

Existem diversos remixes de “Tik Tak” por aí. Melhor tentar falar sobre versões alternativas.

Assim, em Mallokeragem Zona Leste (2011), os Doctor MCs releem esse clássico, com algumas atualizações na letra e muita malandragem:

A grande curiosidade é o Emicida cantando esse clássico da ZL. Preste atenção ao depoimento do rapper ao final do vídeo, que resume bem a filosofia de “Tik Tak” e de outras canções dos Doctor MCs. Imperdível:

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s