71. Tomaz Lima: “Estrela Guia”

Minha estrela-guia que desfaz a escuridão
Brilha, brilha intensamente dentro do meu coração
Onde existe luz não pode haver escuridão
Ilumina o meu caminho e me proteja contra o mal


Em 2001, a Rede Globo exibiu a novela Estrela guia, que trazia a cantora Sandy como a protagonista Cristal, participando de um núcleo que se organizava enquanto uma comunidade hippie, com um quê de hare-krishna.

Por conta disso, a trilha sonora da atração contava com diversos mantrasbhajans (cantos devocionais), trazendo novamente, à programação global, a voz de Tomaz Lima. Sob o pseudônimo de Homem de Bem, esse niteroiense já havia ocupado a trilha de outra novela da emissora, Pedra sobre pedra (1992), com o belíssimo arranjo para o mantra “Madana Mohana Murari”.

Mantras e bhajans de Estrela guia (2001) colige os mantras entoados na novela, com a suave voz do cantor e violonista recriando antigas canções meditativas indianas e trazendo, em algumas delas, uma surpreendente influência brasileira – ouça “Bhaja Sri Krishna” e tente não lembrar do som da Timbalada ou do Olodum.

O disco é todo sereno, meditativo de fato, com arranjos elaborados e repletos de cordas, havendo algumas belas intervenções de sopros. Enfim, um achado da música brasileira, em profícua yoga (união) com os cantos indianos.


Segundo John Blofeld (Mantras: palavras sagradas de poder. Tradução de Isa Silveira Leal e Miroel Silveira. 7. ed. São Paulo: Cultrix, 1993),

os mantras, em contradição com outras invocações consideradas sagradas (que podem, no entanto, como tal, ser consideradas por agirem mantricamente), são arranjos de sílabas sagradas, variando de uma até vários milhares de sílabas, cuja eficácia não depende em absoluto de seu significado verbal, ainda que alguma espécie de sentido possa ser extraída delas. OM MANI PADME HUM é um bom exemplo de mantra, do qual apenas a primeira e a última sílabas têm realmente um sentido verbal, embora não dê mais do que uma vaga sugestão de sua verdadeira importância (p. 118).

No caso de “Estrela Guia” (de Tomaz Lima e Lucia Lima), a faixa de abertura de Mantras e bhajans de Estrela guia, temos, além disso,  praticamente uma oração que roga, a um ente superior, um caminho iluminado.

A propósito, a letra completa do mantra está exposta na epígrafe do post. Eis outra característica desse gênero cancional: os versos são curtos, transmitindo apenas o necessário para garantir a eficácia da experiêcia entoativa, provocando, assim, a sensação de repetição, de circularidade. Características, aliás, de boa parte da música modal, os sons produzidos pelas sociedades pré-capitalistas, conforme a historiografia musical proposta por Zé Miguel Wisnik no recomendadíssimo e essencial O som e o sentido: uma outra história das músicas (2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1999).

Como toda proposta meditativa ou ióguica, as descrições são vãs, o que me faz interromper o post aqui. Um mantra, mais do que analisado, deve ser ouvido e entoado. Experimente!

tomaz-lima.jpg
Tomaz Lima, trazendo a experiência mântrica da Índia para a canção popular brasileira.

Tomaz Lima é um músico versátil e um ser humano comprometido, até a medula, com a promoção da paz e dos valores positivos inscritos na cultura brasileira. Além de uma produção dedicada à música indiana, o Homem de Bem é profundo conhecedor do universo umbandista, não vendo problemas em adaptar sua produção cancional para o públicos de outras tradições religiosas. Assim, no álbum Viver de amor – orações cantadas (2002), “Estrela Guia” ressurge intitulada “Onde Existe Luz”, com arranjo econômico, dessa vez como uma oração a Santa Clara, a São Francisco e a Jesus Cristo. Ficou bonito:

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s