196. Geraldo Azevedo: “Semente E Fruto”

Tomara, seja sempre assim, tomara
Tempos viverão em nós
Pura energia, paz e alegria
Harmonia em nossa alma


Penso todo dia na morte, na finitude, no desaparecimento. Como será, quando chegar a hora?

Curiosamente, o que menos me preocupa é o julgamento – “você não cumpriu a programação desta encarnação”, ou “você foi um pecador compulsivo e cedeu às tentações do demônio”, ou então, “você nunca chegou perto da iluminação do Senhor Buda”, etc.

A questão que me deixa mais curioso, no contexto desse assunto, não é moral, mas cultural: será que há bibliotecas do outro lado? Como são os livros? Eles trazem toda a verdade possível, ou apenas um fragmento, cuidando que a desvelemos lentamente ao longo de sucessivas idas e vindas, de lá pra cá?

E, claro, uma questão importantíssima: como é a música? E como são as canções?

Confesso estar relativamente certo de que lá, no além, existe mais ou menos de tudo o que há aqui. E se minhas experiências de projeção astral não forem apenas alucinações do sono (temos que considerar seriamente essa hipótese), lembro de ter assistido a uma palestra “no céu”. Era um cenário bonito, com muito verde (a palestra era ao ar livre) e um pôr-do-sol perene, duradouro, iluminando a todos com suas cores rubras, mas trazendo simultaneamente muita claridade.

Se meu passeio noturno de fato ocorreu, então há alguma atividade cultural no plano espiritual, e devem existir ali produtos da cultura.

Quanto às canções, deve haver por lá aquelas com características impensáveis para nosso atual estágio evolutivo, gêneros ainda não desenvolvidos aqui no plano carnal, sínteses que ainda não alcançamos. Mas também penso que há, no além-vida, o bom e velho “arroz com feijão”: coisas parecidas com as que tocam por aqui.

Se estou certo, “Semente E Fruto”, de Geraldo Azevedo (composta em parceria com Geraldo Amaral), é uma típica canção celestial. Quer dizer, se alguém chegou perto de expressar o atemporal, o transcendente, utilizando os recursos da canção popular brasileira, foi o cantor e compositor de Petrolina nessa bela obra contida em Hoje amanhã (2000).

A canção, que parece espelhar o título do álbum (semente/hoje – fruto/amanhã), é puro /querer/ dirigido a valores positivos: a letra fala de vida, energia, paz, alegria, harmonia, esperança, luz. Mas em vez de tratar o presente como um contexto ainda carente desses valores, a voz da canção prefere considerá-lo já prenhe deles, tal como a semente anuncia o fruto que virá.

Assim, o “tomara” que abre o refrão expressa, antes de tudo, um desejo de continuidade, e não de ruptura: “Tomara, seja sempre assim, tomara”. Não há disjunção alguma a ser temida ou desfeita; a disforia é apenas uma ilusão, resultado de uma má compreensão de que a comunhão suprema com a paz e o amor já habita nosso interior – daí as expressões dirigidas ao âmbito interno de cada ser, “Tempos viverão em nós”, “Harmonia em nossa alma”, “Aonde for, esteja a fim / Da paz fruto do amor, em si”.

Em termos composicionais, a obra se ampara no sempre belo violão de Geraldo. A fórmula de compasso é inusual: um 5/8 que acomoda perfeitamente a melodia. Esta, uma peça construída sobre a tematização, traz algumas subidas pela tessitura que, no entanto, não comprometem o ânimo do sujeito enunciador. Todos os mencionados valores positivos já se apresentam desde o início do continuum fórico, não havendo sacrifícios para distanciá-los do sujeito e impulsioná-lo a uma nova busca. Nesse sentido, a circularidade de “Semente E Fruto” parece ecoar aspectos do mundo modal, e lembra mesmo uma ciranda ou uma antiga cantiga entoada como prece para a fertilidade.

Sublime.

geraldo-azevedo.jpg
Geraldo Azevedo: a voz pernambucana que canta a beleza de viver.

No DVD Uma geral do Azevedo (2009), “Semente E Fruto” reaparece numa bela versão ao vivo:

2 comentários

  1. Geraldo Azevedo,um dos meus cantautores favoritos.Em relação à morte,além de curiosidade,eu tenho dois medos,o medo do ato de morrer e medo do depois,eu acho que vou assustar muito,rs.Eu sempre penso em continuar aprendendo também,eu acho que é possível,tomara.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s